O que é o salto?

O que é o Salto?

No Brasil, é a modalidade do “hipismo clássico” com maior número de praticantes, em especial no estado de São Paulo com o maior número de hípicas, haras, eventos e atletas federados. Regida pela FEI – Federação Equestre Internacional – a modalidade Salto consiste basicamente numa prova em que o conjunto (cavalo/cavaleiro) percorre um percurso entre 8 a 12 obstáculos diferentes e de variados graus de dificuldade, variando de 0.60 metro (em provas de Escolinhas de Equitação no Brasil) até 1.60 metro (em Grandes Prêmios, Jogos Olímpicos e Mundiais).

Origem
Os ingleses sempre gostaram de passeios, corridas a cavalo em campo aberto e a famosa caça à raposa. Na caça à raposa os cavaleiros eram acompanhados por cães, e perseguiam e capturavam a caça em campos abertos onde transpunham obstáculos naturais que surgiam em seu caminho.
Na segunda metade do século XIX eles resolveram criar um tipo de prova que reproduzisse as caçadas, mas que fossem realizadas em um recinto fechado e menor que os campos abertos da Inglaterra. Então foram criados obstáculos que reproduziam aqueles encontrados durante as caçadas. Aí se originaram as provas de salto que hoje são realizadas em pistas abertas ou pistas cobertas. Com o passar do tempo o esporte foi evoluindo, as regras se aperfeiçoando e criadas categorias para cavaleiros e amazonas conforme sua idade e grau de preparo técnico, exigindo do conjunto, musculatura, flexibilidade e técnica apurada para transpor obstáculos.
Como todos os esportes, as técnicas evoluem e se modernizam. Inicialmente os cavaleiros saltavam com o corpo na vertical e para traz tendo como ponto de equilíbrio a boca do cavalo através das rédeas e as pernas. No final do Século XIX o capitão italiano Frederico Caprilli inovou a técnica de saltar, deixando a cabeça e o pescoço do cavalo livres, procurando não interferir no equilíbrio natural do cavalo durante a trajetória do salto. Mudou a posição do cavaleiro na sela, o cavaleiro com os estribos mais curtos, o corpo levemente inclinado para frente e seguindo, durante a trajetória do salto, a mesma direção do corpo do cavalo liberando seu lombo.

O Salto no Brasil
Pioneiro entre os esportes hípicos a serem praticados no País, o Salto teve sua primeira competição em abril de 1641 quando da realização do “Torneio de Cavalaria” em Maurícea, hoje a cidade de Recife, Pernambuco.
Depois desta iniciativa, passaram-se 222 anos até o início da oficialização dos esportes equestres clássicos no Brasil que se deu em 1863 quando do nascimento da Escola de Equitação de São Cristóvão, no Rio de Janeiro (RJ) em uma iniciativa do capitão do exército, Luiz Jacomé de Abreu de Souza.
A primeira participação de cavaleiros brasileiros no exterior foi em 1942 no Chile. Um salto maior para o esporte foi dado em 1948 quando o Brasil mandou uma equipe para as Olimpíadas de Londres, Inglaterra.
Hoje a prática já está disseminada por todo o Brasil, com atletas federados desde o Amazonas até o Rio Grande do Sul. No Brasil, grandes nomes despontam como José Roberto Reynoso, Artemus Almeida, Marcos Ribeiro Junior (sócio do Clube de Campo) e Vitor Teixeira, e internacionalmente nomes como Pedro Veniss, Cassio Rivetti, Luciana Diniz (naturalizada portuguesa), Pedro Muylaert e Yuri Mansur têm subido ao pódio com frequência.

O Clube de Campo de São Paulo possui estrutura completa para a prática deste arrojado e dinâmico esporte, além de uma Escola completa para iniciação de futuros atletas de todas as idades. Consulte a nossa secretaria do Hípico.

A hípica do Clube de Campo

No auge dos seus 82 anos, o Clube de Campo de São Paulo é um dos melhores centros hípicos da capital paulista. Sua Vila Hípica completa conta com uma excelente estrutura para a prática das principais modalidades hípicas: salto, adestramento e volteio.

O Clube é o lugar ideal para prática destes esportes, aliando todas as condições para prática em alto desempenho e bem-estar dos animais. Conta com uma pista de salto de areia, uma de grama, picadeiro coberto, pista de adestramento, escola, e no meio dos seus 200.000 m2 de mata atlântica preservada, trilhas bem conservadas, e um visual único às margens da represa Guarapiranga.

Possui excelentes instalações veterinárias e uma equipe de enfermeiros disponíveis 24 horas que estão à disposição dos animais estabulados na Hípica, além de baias para observação, equipamentos para aplicação de medicamentos, materiais para procedimentos e outros serviços. A programação e realização de exames obrigatórios, vermifugação periódica dos animais e vacinas também estão sob a responsabilidade de nossa equipe. Também oferece estrutura completa de ferrageamento composta por profissionais especializados.

Este espaço dentro da cidade de São Paulo proporciona uma convivência familiar e social única, pois permite que cada um descubra sua aptidão nos variados esportes disponíveis além do hipismo: golfe, iatismo, tênis, corrida, trilhas de montain-bike, beach tênis e futebol.

O Clube também é o refúgio perfeito para um final de semana em meio ao silencio e contato com a natureza, com a praticidade e comodidade dos seus chalés e casas.
#meuclubedecampo

Equilíbrio, força e flexibilidade : a trilogia do Volteio

Com a proximidade das férias de Julho, surge a velha dúvida do que fazer com as crianças e jovens durante 30 dias. E é aí que entram os cursos de férias e a possibilidade de iniciar um novo esporte para preencher o tempo e aprender uma nova atividade. O Volteio é uma delas. Uma das mais antigas modalidades eqüestres, durante a Idade Média, era utilizado como parte do treinamento de soldados para as batalhas, já que proporcionava grande equilíbrio e conivência com o cavalo, fatores extremamente necessários, uma vez que os soldados carregavam seus escudos e espadas nas mãos.

Modalidade equestre de técnica e equilíbrio, consiste na realização de acrobacias sobre o cavalo em movimento. A prática proporciona ao aluno sincronia e ressonância com o animal, que resulta em uma vivência motora completa e diferenciada, estabelecendo um elo confiança mútuo. Equilíbrio, força e flexibilidade muscular, coordenação motora, ritmo estão entre os muitos benefícios físicos e psíquicos que o Volteio proporciona. É uma arte e base para outras modalidades ao alcance de crianças e adultos.

As aulas duram em média uma hora e incluem aquecimento e condicionamento físico, exercícios acrobáticos no solo, exercícios educativos no barril execução dos exercícios no cavalo.

No Brasil, São Paulo é o grande polo da modalidade formando atletas e com realização de competições nacionais e internacionais.

Onde praticar?

No Centro Hípico do Clube de Campo de São Paulo é possível praticar o Volteio, aos sábados e domingos a partir das 9h. Em julho haverá uma clinica de férias de 23 a 26/07, para crianças a partir de 03 anos, mediante inscrição prévia. Para mais informações, contate hipico@ccsp.org.br ou (11) 5923 5892.

Endereço: Praça Rockford 28 – Vila Represa, São Paulo-SP, 04826-410 (próximo ao Autódromo de Interlagos)